domingo, 13 de abril de 2008

No one else...

Como poderia eu sequer pensar que viria a se apagar em mim o fogo da inspiração e o dom da palavra? Não, talvez não este último. Porque por mais que eu hesite em escrever e naufrague em letargia, jamais esquecerei.

Sem loja de conveniência e sem bebida, porém com a mesma companhia de sempre. A Solidão há muito não me impele a retomar este hábito. Talvez quem sabe pelo tempo que se passou desde que pela última vez vislumbrei a minha musa... Mas não muito tempo faz que mais uma vez troquei palavras com a dona dos meus sonhos delirantes nos quais navego em plena vigília.

Suas palavras doces fizeram-me lembrar dos tempos de outrora, quando você me fez feliz. Era como voltar ao começo, como se nada houvesse sido feito, nada houvesse sido quebrado. Talvez só você seja capaz de alimentar o fogo da minha inspiração, que aos poucos se extingue.

Enfim, mais uma vez ao som do Radiohead escrevo para você. Escrevo sentado em um banco vazio frente a um gramado. Acima de mim apenas o crepúsculo que em breve se tornará uma abóbada estrelada, cuja lua crescente adorna de luz e beleza a noite de outono, assim como o Amor adorna minha escuridão interior com cálida luz de esperança.

7 gota(s) de chuva:

Marcela ツ disse...

Muitas saudades de vc tbm...

Texto maravilhoso. Sua alma é linda, mesmo triste.

Boa semana.. beijo

Transplante de Cabelo disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Transplante de Cabelo, I hope you enjoy. The address is http://transplante-de-cabelo.blogspot.com. A hug.

Kiara Carrera Guedes disse...

Olá! Cheguei até aqui instigada pelo nome do Blog... Adoro A Chuva, mas a Chuva de novembro é sempre a mais perfeita delas!!! Engraçado, a chuva de novembro me faz escrever ha anos...
Gostei muito daqui, voltarei outras vezes.
Abraços

Kyeno disse...

Simplesmente Lindo...
Algumas pessoas tem dom pra escrever mesmo~
Ainda aqui com sono consigo rir e ver como mesmo o mundo do jeito que ta, tem tanta gente poética e que embora não possamos ver seus rostos, sabemos o quanto lindas são internamente...

"Suas palavras doces fizeram-me lembrar dos tempos de outrora, quando você me fez feliz. Era como voltar ao começo, como se nada houvesse sido feito, nada houvesse sido quebrado."

"Escrevo sentado em um banco vazio frente a um gramado. Acima de mim apenas o crepúsculo que em breve se tornará uma abóbada estrelada, cuja lua crescente adorna de luz e beleza a noite de outono, assim como o Amor adorna minha escuridão interior com cálida luz de esperança."

^^ Lindo~

B!ah♥=D disse...

Lone,a única coisa que posso desejar-lhe é um findar iminente desta solidão que lhe atormenta...

Não vou consumir meu tempo enfatizando o fato de que você redige maravilosamente bem,mesmo com todo este aspecto melancólico e solitário que envolve inteiramente o seu blog...

O importante é relevar que a essência de seus textos é concretizada em filosofias espetaculares e texto perfeitamente poéticos...

A solidão é um acompanhamento ofuscante,e nada mais...

Consolos...
=D

*Fe* disse...

Lindo... Seus textos sao poemas em prosa, a poesia sem a forma, ou com toda ela... Jah qunto a sua solidao, eu soh posso dizer q espero q ela deixe de ser sua companhia o quanto antes, antes q ela te endureça...
bjos

Kari disse...

Mais um texto pulsante de sentimentos e intenso...
Escreve para sua musa, não importa a quanto tempo a tenhas visto...

Beijão e,
tava com saudade de vir aqui!