quinta-feira, 29 de novembro de 2007

A morte de todos os romances...

Que hábito saudável... Hoje mais uma vez vim ao posto quando não encontrei o que fazer. Eram umas 18:25 quando comecei a escrever este texto. Havia passado o dia inteiro deprimido por razões talvez já explicadas e complementadas adiante.

Sentei-me como de costume à uma mesa de plástico do lado de fora da loja de conveniência, a minha Malzbier e eu. Peguei o meu caderno e abri em uma folha em branco qualquer com a idéia de escrever uma poesia. Mas já faz tanto tempo que não escrevo uma poesia... (droga, a garrafa molhou o papel). Bem, como eu ia dizendo, a última vez que escrevi um texto em versos deve ter sido há um ou dois anos atrás...

Não sei porque, gosto tanto de poesias, mas já não sou capaz de escrever nada além de trechos soltos. Resolvi então escrever este texto. Sinceramente, acho que foi o meu texto mais inútil... Mas de qualquer forma, coloco aqui. Quem sabe um dia eu encontro meu próprio estilo (não posso copiar o Álvares de Azevedo) e publico uma poesia minha aqui?

A propósito, aí está a trilha sonora que quase me fez morrer hoje: http://www.youtube.com/watch?v=Ty41BuLsc1A

Minha poesia dirá provavelmente algo parecido com o que afirmam nessa música... “Eu vingarei a morte de todos os romances antes que eu me vá.”

6 gota(s) de chuva:

Kari disse...

Não! Não achei esse texto nem um pouco inútil.
Quando os pensamentos, qualquer que forem, chegam ao papel, deixam de ser inúteis e passam a ser ótimas crônicas.
A morte de um romance, nem sempre e ruim, pois ainda ficam as lembranças e os bons momentos. POr mais que o sentimento morra, e a indiferença começe a surgir, ainda assim, valeu cada romance morto, pois touxe consigo alguns aprendizados, sabe?
E quanto as poesias, acredito que você só conseguirá fazê-las, quando decidir não mais fazê-las.

Desculpa, me empolguei no assunto!
Beijão

César Fernández disse...

não tem nada de inútil!

Aguardo as poesias :D

Sinto que sei que sou: disse...

Nada é inultil quando se trata de pensamentos, seu texto é um suave desabafo
Ficou bem sincero (adoro sinceridade)
Obrigada por me visitar bjus
:)

Fernanda Alves. disse...

Muito obrigada por sua visita e espero por muitas outra tá?!
Mas eu sou assim msmo, acredito q nossas almas podem ir a qualquer lugar, qndo por algum motivo o corpo nao possa ir... isso é sério!

obs.: pensamentos soltos nunca sao inutéis... sempre significam algo pra gente e penso q nem sempre precisam significar aos outros!

Bjos

Nanamada disse...

Gostei muito de seu blog e voltarei mais vezes.Parabéns.Bjkas

-laurex disse...

Aaaah bom!
Agora eu entendi. Desculpe a minha ignorância.
A textos inúteis são ótimos. E ganham utilidade assim que são lidos. Porque os textos estão aí pra isso e, enfim!
Olha só. Também sou fã do Álvares de Azevedo. E não dispenso uma malzbier. =]