sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Memories IV...

Lembranças do teu leito

Nos seios da noite,
Sob a luz do luar,
Minha amada dormia...

Em seu leito solitário
Eu a via pálida como a nuvem
Que à noite vem meus sonhos embalar
Dorme cheirosa sorrindo,
Sem saber que por ti vivo a delirar...

Em sonhos de ventura
Quero em teus seios descansar
Pois que nada além de teu perfume
É capaz de teu servo acalmar...

Eis que vem infeliz desilusão
Ao suceder meu trágico despertar
Vejo-me longe de ti, e meu peito a sussurrar:
- Acorda! Pois que vem a dor novamente visitar!

15/05/2006 – 00:08


Encerro aqui as minhas republicações. Não sei dizer se ainda voltarei a escrevê-las, mas posso garantir que se o fizer, colocarei aqui.

Abraço a todos.

8 gota(s) de chuva:

Kari disse...

NÃO!
E eu pensei que iria ler uma linda declaração.... Bom, não deixa de ser uma declação e nem de ser linda, mas não da forma como imaginei.
Não acorda não! Em alguns momentos dessa vida, o melhor é não acordar mais e viver o máximo possível dentro desse sonho lindo. Principalmente se, ao acordar, a dor vier te visitar....

Beijão
e, se continuar compondo, será um prazer enorme ler, viu?

Fire disse...

é incrivel como as memorias interferem não é verdade?

Mas afinal das contas as emoções são muito selvagens para tentar controlá-las acredite!

R Lima disse...

Rever o antes em doces poesias é imaginar hoje o que fomos.

Que a dor relatada tenha sido uma mera fase.

Abçs,





Texto de hoje: tUdo oU nAda...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Marcela disse...

Lindos. Todos peefeitos, maravilhosos.
Tbm desejo a vc toda a felicidade do mundo.
Beijo

*Fê* disse...

COntinue a faze-las sim!
Sao lindas!
Poste-as sempre... Adoro visitar teu blog!
Bjos!
=**

-laurex disse...

Ah, me lembra tanto Álvares de Azevedo. Lindo mesmo.

Carolzita! disse...

Tem um desafio legal pra vc no meu blog!!

-laurex disse...

Selo pra você no meu blog :D